Papo furado, Poeminhas

Convocação


Vamos a mais um poema
que fale de flores
estradas
cores e madrugadas
que fale do tudo
do sempre
do simples
complexo
e o nada

vamos a mais outro poema
segurando na mão do acaso
balançando os pés na lama
do um dia estarei ali

vamos a mais um poema
e como todo eles
este também será de amor

A mais outro poema
em que se toque violino
em que as cordas e tons
sejam suas veias
e
batidas do coração

enquanto houver dia
enquanto valer a pena
nascer preste mundo
a efemeridade de um poema

e que cada palavra dita
cada letra proferida
bla bla bla e
bla bla vida

beijos mil
eu te amo
flores nos campos
verdejantes
e galhos nas tundras
secas

Vamos a mais um poema
e ele não pode esperar

e que dilema
poema poema poema
esteja comigo
mesmo que eu não queira
e que você seja
morena
Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s