Contos, Papo furado, Propagandas, Uncategorized

Cartas ao Sr. Google


Sr. Google,

Tenho sido um bom menino esse ano, espero que olhe bem o que ando fazendo de bom para com todo mundo. Quando o Sr. estiver voando com suas renas, que eu seja o primeiro da lista, não é verdade?

Sr. Google, leve em consideração minhas boas ações, meus amigos todos gostam de mim e eu tenho um cachorro chamado Rupert que me adora.

Rupert come Dog Shaw. Às vezes eu coloco cubinhos de carne para ele, mas acho que ele não nota. Não quero acostumá-lo a comer carne, por isso eu disfarço colocando os pedacinhos com a ração. Ele fica feliz e passa o dia inteiro abanando o rabo.

Não leve em consideração os peixes dourados, que morreram de fome, Sr. Google. Não eram meus, eram da minha mãe, e nunca vi eles reclamando. Só vi quando estavam boiando no aquário, mortos. Tadinhos.

Fiquei muito triste com a morte dos peixinhos dourados. Um se chamava Glub e o outro se chamava Glub.

Mas Rupert está muito bem, e feliz.

Espero que leia minha carta com muita atenção, Sr. Google.

Um abraço do seu,

Stefano XIV.

______________________________________

Sr Google,

Hoje são 26/10. Não sei o que aconteceu, mas fiquei a noite de natal toda esperando. O Sr. NÃO APARECEU, como sempre, o que me deixou muito chateado.

Eu fiz tudo muito bem esse ano, como demonstrei na carta anterior, e minha mãe disse que o Sr. tem uma lista de todos os bons meninos. Creio que se não teve erro quando o Sr. estava fazendo essa lista, meu nome devia estar entre os primeiros.

Quero acreditar que alguma coisa MUITO GRAVE tenha acontecido ao Sr. Google, para que não tenha vindo me visitar no natal, com todos os presentes que mereço.

A propósito, percebi em seu site que mudou de cara. Colocou um desenho com árvores de natal, pra se enfeitar. Ficou muito bom, mas não vou elogiar mais o Sr., porque me fez uma enorme desfeita.

Espero que sinta vergonha de si mesmo ao ler esta carta, Sr. Google, e que saiba que vou tentar desacreditá-lo perante todos os meus amiguinhos, inclusive Rupert.

Um aperto de mão,

Stefano XIV.

 

__________________________________

Sr. Google,

Peço desculpas pela carta anterior. Percebi que a minha primeira carta NÃO TINHA PEDIDOS! Que gafe :$

Sem saber o que trazer, como o Sr. Google viria aqui, não é?

Mas, desculpe o atraso, vou mandar meus pedidos. Como fui muito bom menino, acho que o Sr. Google pode fazer uma viagem extra, não é?

PEDIDOS:

1/2 xícara (chá) de óleo
3 cenouras médias raladas
4 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
2 1/2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
2 xícaras de farinha de trigo
3 ovos
3/4 xícara de óleo
3 pimentas a gosto
Sal a gosto
1 xícara de queijo minas ralado
1 colher de fermento em pó
1 peito de frango cozido e temperado a gosto
500 g de mussarela

Acho que é bem fácil de trazer.

Um grande abraço apertado do seu amigo,

Stefano XIV.

______________________________________

Sr. Google,

Fui burro duas cartas atrás e coloquei 26/10 quando queria dizer 26/12. Sempre confundo, pois dezembro começa com “dez”, a gente deduz errado as coisas às vezes.

Sou burro, mamãe não quer que eu vá na escola porque lá ensinam religião. Católica.

Minha mãe acha que eles são um bando de ímpios. Então ela me ensinou a ler com a Bíblia em casa, e tudo o que eu preciso saber sobre o mundo está no Livro Sagrado.

Mas ela comprou um computador, e eu vejo o site do Sr. e a da Srª Wikipedia, sua esposa.

Enfim, mil desculpas, não cometerei mais erros. JURO.

Do seu amigo,

Stefano XIV.

PS: não me chegaram os presentes, ainda aguardo.

 

_______________________________________

Sr. Google,

Perdi as esperanças em esperar o Sr.. Acho que o Sr. não existe, apesar de se escrevermos qualquer coisa na boca do Sr., o Sr. nos mostrar outros Srs que respondem nossas dúvidas, principalmente sua digníssima esposa.

Enfim, talvez seja um mito isso de que a gente pode ganhar coisas por nossas boas ações, afinal eu sempre fui muito legal, Rupert me ama MUITO e mamãe diz que sou um menino inocente, sem maldade do mundo. Isso quer dizer que sou bom.

Guardo dentro do meu coraçãozinho a esperança de que um dia o Sr. venha, talvez pro meu aniversário de 33 anos, como o nosso Sr. Jesus, idade que, segundo mamãe, é sagrada para os meninos sagrados, como eu. E que o Nosso Senhor pode querer me levar pra redimir os pecados do mundo, como o Sr. Jesus.

Enfim, Sr. Google, ainda tem uma chama dentro do meu peito que aguarda a sua vinda. Se não escrever mais, talvez Nosso Senhor tenha me chamado.

Um abraço saudoso,

Stefano XIV (irmão de Stefano XIII, Stefano XV e Stefano XVI)

 

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s