Papo furado, Poeminhas

Cana


massacrado
a dentes
de engrenagem:

tristeza é sentir-se chaplin
fingindo a dor que se tem.

e tanto que se range
os dentes
de dentro do corpo

moendo à moenda
carnes e ossos

vendendo a nós nossos sumos
em copos de plástico
a um vintém.

endoidei
ontem à noite.

tenho consciência.

dormi sem flor nem essência:
bagaço de dor e ninguém.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s