Papo furado, Poeminhas

Comum


Hora de todo mundo
acordar.

Estou indo dormir.

Mentira.

Estou escrevendo isto.

Esperando não-sei-que-lá
com todas as unhas roídas.

13, 14, 15 latas
amassadas no cesto de lixo.

Eu pensando nas coisas que estão
fora daqui.

Tudo o que é importante está
fora daqui.

É o que parece.

Porém não tem nada pra se fazer
a não ser ficar aqui e esperar

não-sei-que-lá

secando a décima sexta lata

que, assim como eu, também espera

pra ser amassada.

E talvez jogada no lixo
com outras companheiras

de coisas em comum.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s