Papo furado, Poeminhas

O mundo dela


Como todo escritor
que não tem nada melhor
pra falar

falo da lua

ela tava no céu hoje à tarde
e rodou no próprio eixo
e ao redor da Terra

pois mudou de posição
quando já era noite alta.

E como eu fiquei
maravilhado

como só as coisas muito óbvias
tem o poder de te maravilhar.

Sabe como é
eu mesmo moro numa cidade
onde um milhão de coisas escrotas

são engenhadas, arquitetadas, executadas
por fim, cagadas, por um milhão de zumbis
loucos

que são os alegres recifenses.

Aí você olha pra toda a merda ao seu redor
e olha pro céu e tá lá a lua

presseção, rotação, translação

mudando de cor e pose.

Taí o que é um poema de verdade

não esse monte de coisa escrita.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s