Papo furado

En passant


A fim de tomar uma dose, ouvir Ricky Nelson, ter uma tristezazinha temporária, puxar um ar e arrotar um alcoólico sopro de felicidade, enternecido, depois de alguns puta-que-parius internos. À Veríssimo, o Erico, à Veiga, o José J., à Fonseca, o Rubem. Morte a todos os escritores mortos ou não:

Inté, confras!

Anúncios
Padrão

Um comentário sobre “En passant

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s