Contos

Expurgo intimista I – Cerveja


Abaixo da pia, no armário, burilo cascos vazios de cerveja, seis, que ponho na sacola de plástico. Sede. Saio pensando em não encontrar ninguém no posto de gasolina, sentindo vento, poeira, cheiro de esgoto, crianças, velhas, na rua. Cheiro de bicho morto e cantoria por trás do muro da igreja.

Pagode na calçada, fumaça, galeto na brasa, risos.

Distração.

– Bora, porra, passa a carteira, passa a carteira, porra!, um cochicho no ouvido.

Calafrio. A sensação gelada nas costas. O gosto do medo secando a língua.

– To sem carteira, murmuro.

– Caralho! Dinheiro, porra, celular, qualquer coisa.

Ele tenta ser discreto. Pouco movimento, mas ainda algum, se alguém o vir, cacete.

Pera aí, foda-se ele, penso, foda-se.

Minha vida ta péssima, uma merda. Vocês que não sabem de nada. O cara me pega num dia ruim, num dia ruim de todos os dias ruins, no dia ruim que eu tento tomar umas cervejas sozinho, no dia em que me sinto o senhor de todos os filhos da puta que infestam essa porra de mundo, caralho…

Aí eu penso no peso da sacola, nos cascos, na minha raiva. Eu não tinha escolha.

Fingi que meus trocados estavam na bolsa e o movimento da garrafa cruzou o ar com uma precisão que eu nem imaginava.

Quando brigamos, o mundo fica mais lento, mais doido, não sei, eu fiz alguma coisa na cara daquele infeliz, arma no chão, sangue grosso, correndo, pegajoso. Ele grita.

Rodo a ponta no rosto dele. Sangue nos meus pulsos, nos meus dedos. Ele grita. Porrada na minha barriga, pressiono mais, corto mais, ele grita.

Susto. Ele foge.

Me seguram pelas costas, largo o gargalo, me debato, me solto. Bufo. Sangue nas mãos, pegajoso.

As pessoas correm atrás do desgraçado, ganhando a rua. “Pega ladrão”.

E ele vai embora, a arma no chão.

– Calma cara, calma, diz o homem, ele tava te roubando, num foi?

A arma no chão.

– Viado tentou me assaltar, porra, eu ia matar ele.

Peguei a pistola. De brinquedo, aquela merda, porra…

Raiva subindo pela garganta.

E eu ainda tinha que pagar a porcaria do casco.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s